domingo, 28 de novembro de 2010

O dom de poetizar...

Quando uma pessoa nasce com um dom, mesmo que não tenha instrução, consegue de um jeito ou de outro se destacar. Os poemas abaixo, foram escritos por um poeta conhecido com Zé da Luz. Poeta este que, mesmo não tendo estudado as regras da língua portuguesa mostrou seu dom para a criação de versos belíssimos. 
Se deliciem com alguns:




As flô de Puxinanã

(Paródia de As “Flô de Gerematáia” de Napoleão menezes) 




Três muié ou três irmã, 
três cachôrra da mulesta, 
eu vi num dia de festa, 
no lugar Puxinanã. 




A mais véia, a mais ribusta 
era mermo uma tentação! 
mimosa flô do sertão 
que o povo chamava Ogusta. 




A segunda, a Guléimina, 
tinha uns ói qui ô! mardição! 
Matava quarqué critão 
os oiá déssa minina. 




Os ói dela paricia 
duas istrêla tremendo, 
se apagando e se acendendo 
em noite de ventania. 




A tercêra, era Maroca. 
Cum um cóipo muito má feito. 
Mas porém, tinha nos peito 
dois cuscús de mandioca. 




Dois cuscús, qui, prú capricho, 
quando ela passou pru eu, 
minhas venta se acendeu 
cum o chêro vindo dos bicho. 




Eu inté, me atrapaiava, 
sem sabê das três irmã 
qui ei vi im Puxinanã, 
qual era a qui mi agradava. 




Inscuiendo a minha cruz 
prá sair desse imbaraço, 
desejei, morrê nos braços, 
da dona dos dois cuscús! 









Ai! Se sêsse!... 



Se um dia nós se gostasse; 
Se um dia nós se queresse; 
Se nós dos se impariásse, 
Se juntinho nós dois vivesse! 
Se juntinho nós dois morasse 
Se juntinho nós dois drumisse; 
Se juntinho nós dois morresse! 
Se pro céu nós assubisse? 
Mas porém, se acontecesse 
qui São Pêdo não abrisse 
as portas do céu e fosse, 
te dizê quarqué toulíce? 
E se eu me arriminasse 
e tu cum insistisse, 
prá qui eu me arrezorvesse 
e a minha faca puxasse, 
e o buxo do céu furasse?... 
Tarvez qui nós dois ficasse 
tarvez qui nós dois caísse 
e o céu furado arriasse 
e as virge tôdas fugisse!!! 




sexta-feira, 19 de novembro de 2010

A criança que calou o mundo por 5 minutos

E mesmo depois do desabafo de uma criança, o que eles fizeram ou têm feito pelo nosso planeta?!
O que nós temos feito para ajudar o planeta?
Grandes caminhadas começam pelo primeiro passo. Se economizarmos água, diminuirmos a quantidade de resíduos produzidos, pôxa podemos ao menos tentar.
Pensem nisso!

terça-feira, 9 de novembro de 2010




O inglês flueeeee...nte. kkkkkk
Será q vale mesmo à pena fazer de tudo pra aparecer?!
Tenho minhas dúvidas.

Somos diferentes e únicos.





Quase por acaso percebi a diversidade entre as pessoas, onde a teoria de que somos todos iguais é uma teoria inútil. Somos diferentes e únicos, temos potencial incrível, tanto para o bem como para o mal. E comentários maldosos afetam as pessoas de maneiras diferentes. Uns se irritam, outros se deprimem e os distraídos, como eu. Ah, nós nem ligamos! Eu não fico feliz, eu sou feliz. Pois um Deus maravilhoso me ama e me chama pelo meu nome.


"...Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu."  (Isaías 43 : 1b)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Tentativa de Poema





Corrompida, corroída, infectada
Em algum momento...do qual não lembro
Afetada pela malícia dos sarcásticos;
O desejo dos luxuriosos; 
a melancolia dos solitários;
Em dias idos e vividos, mudei.
Quase sem perceber, 
perdi a nitidez do olhar infantil.
Ceguei! Para a singeleza da vida.
Deixei convalescer minha alma
No lodo fétido da humanidade 
que habita em nós.
Sufocando o espírito aventureiro 
que protesta por vida.
Em um último suspiro de esperança.
Renasci!
Na tentativa de viver, 
dispo-me das vestes corrosivas,
Limpo as janelas da alma 
estréio cada dia nos palcos da vida.


ps.: escrevi o texto acima há algum tempo, em um momento esquisito q graças à Deus já se foi.